segunda-feira, 11 de outubro de 2010

E eu só pedia, que os dias passassem...

Então eu deixei. Deixei que as folhas caíssem lá fora. Deixei que tudo caísse. Deixei que meu mundo despencasse, eu deixei que os dias passassem e que o sol brilhasse. Deixei que a chuva viesse e que o vento forte arrancasse algumas raízes. Deixei que o chão caísse, me deixei flutuar perante todo esse desastre. Eu deixei tudo. Deixei que o mar engolisse a praia, deixei que dunas se formassem nesse deserto. Eu deixei, embora não fosse eu quem pudesse deixar tudo. Eu deixei. E aqui eu me deixo. Me deixo para ver como passarão os próximos dias. No fim de tudo isso, quem sabe, então, eu lhe conto minha passagem pelo mundo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário