segunda-feira, 4 de outubro de 2010


Então corria, rapidamente, como se o tempo pudesse pegá-la. Chovia forte e seus longos cabelos crespos grudavam em seu rosto de menina. Vestia saia longa e botas pretas, se você olhasse bem perceberia que as botas poderiam ser duas vezes maiores que o numero ideal, ou então pensaria "que pés grandes", então seu pensamento abafaria pelo som estrondoso do choque do caminhão e o grito da menina. 

[...]


Nenhum comentário:

Postar um comentário