quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Então eu me pergunto, por que realmente você esta aqui?

Sabe, você é difícil de entender. Mais do que eu imaginava. E olhar no fundo dos teus olhos é um perigo. Eles me prendem a ti, e isso é ainda mais perigoso. Eu passo o dia e a noite tentando chegar a uma conclusão, mas tudo o que eu consigo visualizar é o seu rosto, suas mãos, seus olhos, sua voz e eu lembro todas aquelas nossas palavras:

- Talvez esse tempo seja necessário para nós duas, e eu sei que você vai acabar repensando, espere para ver. Mas eu amarei você para sempre!

- Eu sei o que eu penso e você também sabe. Eu tenho certeza do que eu quero, e o que eu quero é você. Quando quiser voltar, eu estarei aqui. Estarei aqui sempre te esperando. Mas eu só quero que tu seja feliz, e tudo bem se não quiser voltar para mim.

-E quem disse que eu não quero?

Silêncio.

- Eu amo você!

- Eu também amo você.

- Meu coração é seu.

- Pra sempre!



Minhas lembranças são um pouco embaralhadas, você consegue me deixar tonta; eu não estou reclamando, só não estou conseguindo entender mesmo. E sabe, hoje no final da aula, eu não entendi aquele teu beijo.   
E mesmo meu coração sendo sensível demais e quebrando a cada passo teu, ele ainda bate por você! Eu cheguei a uma conclusão: não é preciso entender, apenas sentir. E eu quero que tu também sinta. E eu fico a acreditar que tu sente.
Eu amo você...      





Nenhum comentário:

Postar um comentário