sábado, 9 de outubro de 2010

     Eu tinha medo. Eu não poderia contar a ela. Eu só queria ela aqui, comigo, me entende? Talvez fosse pedir demais... Eu não conseguia deixar de pensar "ou não" quando ela falava "temos a vida inteira". Eu só queria que ela passasse um pouco mais tempo comigo. O meu futuro nunca foi tão vazio assim... porque eu não estava nele. Eu sabia, mas eu não poderia lhe dizer. Gritava em silêncio, para não me abandonar. Tinha medo quando você saia e me deixava aqui, tinha mais medo ainda quando tu dizia que não sabia se por hoje voltaria. Mas eu não tinha como te dizer, estou morrendo, quero você aqui comigo. Passe um tempo comigo. O medo tomava conta de mim, o medo preenchia minha solidão, o medo secava minhas lágrimas, quando era você quem deveria estar no lugar do meu medo. Mas por favor, acredite, eu não lhe culpo. Só realmente queria você aqui... mas tu tinha teus compromissos. Tu nem imaginava o que se passava aqui. Só queria que você me salvasse. 
     Mas ainda da tempo, todos os verbos do passado na verdade estão no presente. E o pior de tudo, é olhar para o lado e não te ver aqui. Eu entendo, eu posso entender, você tem muitas coisas para fazer. Mas por favor, só tenho um pedido: fique aqui comigo, até o fim! E nunca esqueça de mim, você sempre será o meu grande amor... 


Depois, deu um suspiro e morreu... na certeza de algum dia encontrar seu grande amor. Mais uma vez!

Nenhum comentário:

Postar um comentário