quarta-feira, 6 de abril de 2011

Um grito de dor

Nesses últimos meses andei tentando esconder a minha solidão com sorrisos forçados e máscaras de plástico. A verdade é que estou me sentindo muito sozinha, e não sei como lhe dizer isso. Minha máscara começou a derreter, e já não consigo mais disfarçar. A algum tempo atrás eu andava tão deprimida, que falaram-me: "Pare de andar de cabeça baixa, erga esse rosto, as pessoas já estão se cansando"; desde então, não sei mais como falar com as pessoas sobre meus sentimentos. Criei um muro de felicidade, -ilusória-, na frente de todos os reais sentimentos, e me esforcei tanto para que esse muro não caísse que hoje ele esta mais alto do que eu possa alcançar. Fiquei para o lado de dentro, e você foi arremessada para o lado de fora. Eu sinto em lhe dizer, que já não tenho mais o que falar. Estou sozinha e não suporto mais esse sofrimento. Preciso de uma mente nova. Um coração novo. Preciso -mais que tudo- de alguém!


Um comentário:

  1. Um texto breve, porém tocante.
    A propósito, as citações ao lado são ótimas ;)
    Parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir